O QUE É EXTENSÃO

A Extensão Universitária é concebida sob o princípio constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, como um processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico, tecnológico e político que promove a interação transformadora entre a Universidade e outros setores da sociedade.

A UFG tem como missão produzir, sistematizar e socializar conhecimentos e saberes, formando profissionais e cidadãos comprometidos com o desenvolvimento da sociedade (PDI-UFG, 2018-2021). Para tanto, a extensão universitária promove esse diálogo com a sociedade pela pesquisa e pelo ensino, uma vez que aproxima a universidade com as necessidades de outros setores da comunidade e possibilita ao estudante uma melhor formação como cidadão e como sujeito ator de desenvolvimento.

O incentivo à realização de ações de extensão e cultura faz parte da política de extensão da UFG para induzir atividades interdisciplinares que envolvam diversas unidades acadêmicas e parcerias entre instituições, em temáticas alinhadas a diretrizes da Extensão Universitária: Interação Dialógica, Interdisciplinariedade e interprofissionalidade, Indissociabilidade entre Ensino-Pesquisa-Extensão, Impacto na Formação do Estudante, e Impacto e Transformação Social (FORPROEX, 2012) As ações formuladas devem estar associadas aos eixos da Extensão Universitária: comunicação, cultura, direitos humanos e justiça, educação, meio ambiente, saúde, tecnologia e produção e trabalho.

 

 Importante saber:

Quem é responsável pela Extensão na UFG? 

Além dos órgãos superiores que definem a política acadêmica da Universidade, a responsabilidade específica de formular a política de extensão é da Câmara de Extensão e Cultura, presidida pelo Pró-Reitor(a) de Extensão e Cultura e composta pelos Pró-Reitor(a) Adjunta de Extensão e Cultura, Coordenadores de Extensão e Cultura das Regionais, Representantes dos presidentes das Coordenações das Atividades de Extensão e Cultura (CAEX) das Regionais, Diretores de órgãos Suplementares e Administrativos ligados diretamente ao campo de atuação da Câmara. 

 

Como se apresentam as Ações de Extensão desenvolvidas na UFG?

Elas se apresentam em formas de Ações ou Atividades que seguem as linhas de extensão do FORPROEX (Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras) na forma de prestação de serviços, cursos, eventos, projetos e programas.

Para que seja institucionalizada, uma Ação de Extensão deve ser cadastrada no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), módulo extensão, pelo coordenador (proponente) da ação, aprovada pelo presidente da CAEX da unidade/órgão e  Diretor, e por fim, validada na PROEC.

 

As ações de Extensão devem ser sempre voltadas para a população de baixa renda?

Não, necessariamente. A Extensão Universitária é a ação da Universidade  com o público externo, que possibilita o conhecimento adquirido por meio do ensino e da pesquisa desenvolvidos na instituição. Logo, essas ações desenvolvidas que maior parte se formulam pela escuta e demanda da sociedade pode se apresentar a distintos estratos sociais.

 
Alunos de Graduação ou Pós-Graduação da UFG podem fazer cursos de Extensão?

Sim. Todavia os cursos de Extensão não devem ser planejados em função de alunos da Universidade, e nem devem ser utilizados como instrumento de correção de currículos, pois isso, não está em sintonia as diretrizes da extensão universitária. O que se recomenda é que, em casos especiais, havendo interesse, se façam reservas de algumas vagas para alunos da UFG nesses cursos.