Weby shortcut

Colação de Grau da Medicina da UFG realizada dia 24

Por Maria da Graça Silva Gonçalves.

       O Centro de Eventos Professor Ricardo Freua Bufálçal esteve completamente lotado na noite da última sexta-feira, dia 24 de novembro, com familiares e amigos dos 113 formandos da LX Turma  do Curso de Graduação da Faculdade de Medicina da UFG, para assistirem à solenidade de Colação de Grau. A  cerimônia foi comandada  pelo reitor, Professor Orlando Afonso Valle do Amaral, que presidiu a mesa, também formada pela diretora da FM, Professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima e a coordenadora do Curso, Professora Rosane  Ribeiro Figueiredo Alves.

                  Também fizeram parte da composição da mesa diretiva o  paraninfo da Turma LX, Professor José Beniz Neto, a docente homenageada dos formandos, Professora Maria  Ivone Oliveira Pinto  Vilela, o funcionário administrativo da FM homenageado pela Turma, Herivelton Cruz Melo e coordenadora  administrativa da Faculdade de Medicina,  servidora Izildinha Alves da Silva Jorge. Fez-se então a execução dos hinos nacionais de Cabo Verde e do Brasil, o primeiro em homenagem ao formando Nelson  Davi Fernandes  Almeida, que aqui frequentou o Curso por força de convênio com aquele país.

                  Conforme o rito da cerimônia, o passo seguinte foi o Juramento dos formandos, conduzido pelo acadêmico Rodrigo Cunha Ferreira e depois a Outorga de Grau, para a qual foram escolhidos os formandos Cláudio Calixto da Silva e Marcela Barbosa Souza. Chegou então o momento do discurso do Orador da Turma,  o formando Daví Farias Pereira, que, depois de cumprimentar  os diversos segmentos presentes,  lembrou os colegas que foi o sonho de ser médico que os levou àquele momento de  alegria, depois  de vencidos inúmeros percalços  tanto na vida acadêmica como na vida social e familiar de cada um.    

                 O Orador lembrou ainda  que a vida de médico é uma missão que  requer renúncias com relação à vida privada, “um verdadeiro sacerdócio que é compensado pelo sorriso de uma mãe que vê o filho após o parto ou o alívio do paciente, vencida a dor que o molestava”. Por fim falou que há seis anos entraram na FM como calouros e agora saem como médicos,  depois de um tempo de  amadurecimento, formação e muitos laços criados  com amigos, namorados e até irmãos. Pediu que nunca se esqueçam desse tempo e agradeceu especialmente aos professores e aos  pais,  que tudo fizeram pela sua formação e por terem acreditado em seus sonhos.

               O orador seguinte foi o paraninfo da Turma, Professor José Beniz, que salientou que o médico é um ser iluminado, já que tem a missão de levar o alívio e o bem-estar  aos pacientes, penetrando nos corpos, nos corações e até nos lares. Agradeceu a honra que lhe foi conferida por paraninfar a Turma LX,  uma homenagem que fazia questão de dividir com seus colegas oftalmologistas e com todos os demais médicos docentes, das diversas especialidades.  

              Na sequência, foi a vez da diretora da FM, Professora Fátima Lindoso, proferir o  discurso de saudação à Turma LX, cumprimentando especialmente por deixarem de ser acadêmicos naquela solenidade  para se tornarem seus “jovens colegas”.  Citou que o momento fechava um ciclo de estudos, de convivência e de amizade e lembrou que a Faculdade, em setembro último, recebeu a nota máxima em avaliação periódica do Ministério da Educação. Aproveitou para fazer um breve relato de sua gestão que termina neste final de ano  e salientou a conquista recente de conclusão das obras de ampliação das instalações da FM, com a inauguração do seu segundo andar, em outubro último.

            Por fim, falou o reitor OrlandoValle do Amaral, lembrando que conduzir uma cerimônia como aquela é a experiência mais honrosa  na função e um reitor. Aproveitou para fazer um breve relato de sua gestão que se encerra  neste final de ano e salientou que a Faculdade de Medicina, por sua excelência e tradição, é dos maiores orgulhos da UFG, que entre as 63 unidades federais do país,  se posiciona no 12º ou 13º lugar, “uma  posição  muitíssimo honrosa”. Concluiu afirmando que a UFG tem como missão tudo fazer pela inclusão social, a fim de que Goiás seja cada vez mais uma terra  de bem estar e progresso, em especial  para os menos favorecidos da sociedade.           

                        Deu-se então a Leitura do Termo de Colação de Grau da  Turma LX da Faculdade de Medicina, feita pela coordenadora administrativa Izildinha Alves da Silva Jorge, seguida pela entrega nominal dos  diplomas aos 113 novos médicos, o que encerrou a solenidade.

 

Listar Todas Voltar