Weby shortcut
Ufg logo
  • Teste de Progresso/2017 será aplicado na FM em setembro

     

    Está programado para o dia 20 de setembro próximo o Teste de Progresso (TP) adotado anualmente pela Faculdade de Medicina da UFG para avaliar o desempenho cognitivo dos alunos do Curso. Trata-se de uma avaliação longitudinal aplicada na Graduação do Curso de Medicina que, além de aferir o desempenho cognitivo dos estudantes, alcança outras dimensões do processo de ensino-aprendizagem na formação do médico, como habilidades psicomotoras e de atitudes.

    Esse será o 5º ano de participação da FM/UFG no Teste, que será aplicado a todos os estudantes regularmente matriculados no Curso de Graduação em Medicina, desde os calouros do 1º semestre até os internos do 12º semestre.  A participação no TP é pontuada para fins de  prova da Residência Médica na UFG. O Teste consta de uma única avaliação escrita, composta por 100 testes de múltipla escolha, com conteúdo abrangente ministrado por todas as disciplinas do Curso de Graduação em Medicina.

    Todas as questões serão contextualizadas com casos clínicos. A Comissão do Teste de Progresso 2017 tem como coordenadora a Professora Ana Maria de Oliveira   (IPTSP) e está composta pelos professores Adelair Helena (IPTSP),  Elisangela Lacerda (ICB), Yves Mauro Ternes (IPTSP) e Luciana Freire (Faculdade de Educação).

    Segundo a professora Ana Maria, que é docente do Departamento  de Medicina Tropical e Dermatologia (IPTSP) e coordena o TP desde 2015, das análises após a aplicação do TP pode-se inferir sobre o conteúdo e estrutura curricular da graduação e o desenvolvimento/crescimento acadêmico dos estudantes. Ela acrescenta que o Teste dá ainda ao estudante a oportunidade de verificar a evolução de seu desempenho cognitivo nas diversas áreas do curso, servindo como instrumento de avaliação formativa e identificando problemas potenciais, o que possibilita correções para a melhoria contínua do estudante e do curso.

                        O TP 2017 é organizado pelo ABEM – Associação Brasileira de Educação Médica- Regional Centro-Oeste e o Consórcio do Centro-Oeste é composto por 20 escolas públicas e privadas situadas nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Os programas de Residência Médica da UFG têm considerado a participação em Testes de Progresso um critério de pontuação na análise do currículum vitae  dos candidatos.

    Quanto à divulgação dos resultados, os dados individuais do Teste de Progresso não serão divulgados de forma pública  e cada estudante individualmente poderá, mediante a inserção de senha pessoal, ter acesso ao resultado do seu Teste de Progresso e da evolução de seus resultados (progresso) ao longo dos próximos anos.

     

     

     

  • Show do Esqueleto

    56º Show do Esqueleto será dia 20 de maio

     

     

    Será no dia 20 deste mês de maio, sábado,  a apresentação teatral do 56º Show do Esqueleto, criado e encenado pela Turma LXIV  da Faculdade de Medicina da UFG, que cursa o segundo ano da Graduação. O espetáculo, que   é uma tradição anual do Centro Acadêmico XXI de Abril (CAXXIA),  desta vez terá como tema “O Tempo  Tratando da Evolução de Tudo” e  será às 20 horas no Centro de Convenções da PUC Campus II –Avenida Engles, 507, Jardim Mariliza,  próximo ao Parque Ateneu em Goiânia.

    O Show do Esqueleto foi criado em 1962   por alunos da segunda turma da FM, entre eles o acadêmico Heitor Rosa - mais tarde diretor da Faculdade no período de 2006 a 2010 - com a intenção de substituir  o inconveniente e agressivo   trote que já àquela época era feito  pelos acadêmicos  veteranos para recepcionar os calouros. O espetáculo marcou  seu  espaço e ficou na história da FM, sendo realizado anualmente pelos alunos do segundo ano, sempre com o mesmo espírito de humor e crítica à realidade política, social e acadêmica.

    Constituindo hoje  um dos maiores eventos  culturais da UFG, o Show do Esqueleto - agora em sua  quinquagésima sexta edição -  foi tombado em 2006 pelo diretor Heitor Rosa  como  Patrimônio Cultural da Faculdade de Medicina da UFG. Como sempre, um dos focos do   espetáculo é despertar ou reavivar nos espectadores   sua consciência social   e por isso na oportunidade é feita  a coleta de alimentos não perecíveis,   que são encaminhados ao Voluntariado  do Hospital das Clínicas da UFG.

     A história  registra  que em 1964, quando os militares tomaram o poder no País, o Centro Acadêmico da  FM  foi fechado e o Show do Esqueleto teve que se desvincular da Faculdade e se tornou um importante evento denunciador do então regime autoritário.  Desde o início o espetáculo mostra quadros de reflexão, de crítica e de humor sobre a realidade atual, sempre com a presença das tradicionais baleiras e esqueletinhas, tudo  encenado pelos  alunos do segundo ano do Curso de Medicina.

     A venda dos ingressos, que terão o preço de R$ 25,00  (vinte e cinco reais) cada,  ocorrerá em plantões específicos  no corredor central da Faculdade de Medicina e no site  www.bilheteriadigital.com. O ingresso dará direito à participação de uma festa ao final do espetáculo. 

     

     

     

    DIVULGAÇÂO

     

     

    Uma dos coordenadores e idealizadores do espetáculo deste ano,  a acadêmica Luciana Martins explica que diante da constatação de que  a tradição do Show do Esqueleto se achava pouco conhecida além das paredes da FM, a Turma LXIV (hoje no segundo ano do Curso)  resolveu ampliar os horizontes. Elaborou-se então uma estratégica prática que consistiu em levar  esboço e noções do espetáculo até as escolas de Goiânia, do Ensino Fundamental ao Pré-Vestibular.

    Seguindo cronograma que foi cumprido desde fevereiro, a Turma LXIV optou  por uma mini intervenção artística  encenando um pedacinho da história brasileira de forma a despertar  a curiosidade do pretenso público para Show do Esqueleto. O   mini espetáculo foi denominado “EsqueleTour” e, segundo os organizadores, “acabou se tornando um total sucesso com 25 apresentações em  20 escolas, do alto do Bueno à pontinha de Goiânia”.

     

     

     

  • Ver todas
    Ver todos