Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Notícias

Opções Avançadas   Busca exata   Todas as palavras   Qualquer uma das palavras
Professor Luquetti toma posse na Academia de Medicina
Em 27/10/2016 às 12:42

 

       A direção da Faculdade de Medicina da UFG parabeniza o Professor Alejandro Luquetti, que nesta quarta-feira, dia 26 de outubro, tomou posse como membro titular da Academia Goiana de Medicina, em solenidade realizada no auditório do CREMEGO – Conselho Regional de Medicina , às 20 horas, na presença de seus pares da Academia e da Universidade.

       O Professor Doutor Alejandro Luquetti é docente do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), onde exerce suas funções pedagógicas e de pesquisa, especificamente no Laboratório de Chagas, área de sua atuação também no Hospital das Clínicas da UFG.

 

Alunos do segundo ano da FM têm avaliação do MEC dia 09
Em 20/10/2016 às 12:33

 

 

                       A Faculdade de Medicina da UFG vai realizar, no dia 09 de novembro, quarta-feira, a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina - Anasem – instituída pelo Ministério da Educação para avaliar os estudantes de graduação em Medicina. A Anasem, instituída pela Portaria MEC nº 982 de 25 de agosto de 2016, prevê a avaliação progressiva do curso por meio dos alunos do segundo, quarto e sexto anos, mas este ano, por ser a primeira vez, será realizada apenas para os acadêmicos do segundo ano, ou seja, os ingressantes no curso em 2015.

                   Instituída e ministrada por equipe do próprio MEC, a Anasem se fará por meio de uma prova escrita constante de 63 itens, 60 de múltipla escolha com quatro alternativas, mais três questões de resposta construída pelo aluno. Será realizada no Centro de Aulas D, no Campus 1 – Praça Universitária a partir das 13 horas do dia 09 de novembro e terá a duração de quatro horas. O estudante do segundo ano deverá comparecer munido de documento válido de identificação.

                         A prova é obrigatória e a ausência de qualquer estudante habilitado ensejará a aplicação de penalidades cabíveis, o que irá gerar pendência em sua situação acadêmica, pois a realização desse exame é condição para diplomação. Assim, no histórico escolar do concluinte do Curso de Medicina deverá obrigatoriamente haver o registro de frequência nas três avaliações seriadas (segundo, quarto e sexto anos) .        

                   Seu objetivo é avaliar as competências e habilidades desenvolvidas pelos estudantes de Medicina, em caráter sequencial e progressivo, tendo como referência as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina. Conforme seu documento básico elaborado pelo MEC, a Anasem oferecerá uma referência individual aos estudantes como medida de sua proficiência, construída a partir de um conjunto de habilidades correspondentes às etapas intermediárias do seu perfil profissional.

 

              

54º COBEM será em Brasília nos dias 12 a 15 deste mês
Em 10/10/2016 às 11:41

   

     Mais de uma quinzena de professores da Faculdade de Medicina da UFG – Regional Goiânia representa a Unidade no 54º Congresso Brasileiro de Educação Médica (COBEM), que se realiza em Brasília –DF no período de 12 a 15 de deste mês de outubro, na UniCEUB – Centro Universitário de Brasília. Também participam do 54º COBEM alunos do curso de graduação e do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde (MEPES), muitos deles com a apresentação de trabalhos.

           Entre os docentes da FM/UFG a participarem do evento, a diretora da Unidade, professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima e a professora Alessandra Vitorino Naghettini, esta coordenadora do MEPES e delegada da Faculdade no evento. O COBEM, realizado anualmente pela Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM), tem como tema este ano Ensinar e Aprender Medicina: Desafios do Presente, Expectativas do Futuro.

           Tradicionalmente o COBEM conta com a participação de todas as pessoas comprometidas com uma formação médica de qualidade, incluindo docentes dos cursos de medicina, estudantes de medicina, médicos residentes, pós-graduandos, pesquisadores e demais profissionais da rede de saúde, além de representantes de entidades médicas, diretores de hospitais de ensino e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS).

           Na programação do 54º COBEM estão oficinas, conferências, cursos, mesas-redondas, painéis, fóruns e apresentação de pôsteres. Entre os temas, O Posicionamento Humanístico do Estudante de Medicina e do Médico, Perspectivas do Mercado de Trabalho para os Novos Egressos dos Cursos de Medicina no Brasil e Desenvolvimento Docente (Educação Continuada e Plataformas de Telemedicina).

          E, ainda, Internato Médico e as Novas DENs, Residência Médica, Compromisso Social das Escolas Médicas (Integração Ensino – Serviço - Comunidade), Ensino Híbrido e Novas Tecnologias, Expansão das Escolas Médicas e Formação Holística do Médico. Segundo os organizadores, os temas deste ano visam estimular a reflexão e o debate, de forma a contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária, conforme reza a missão da ABEM.

         Além da diretora da FM, professora Fátima Lindoso e da delegada da Unidade no evento, professora Alessandra Neguettini, participam do 54º COBEM os docentes Maria Auxiliadora do Carmo Moreira, Ana Maria de Oliveira, Augusto Cesar Figueiredo, Cacilda Pedrosa Oliveira, Carlos Eduardo Assunção, Denise Milioli Ferreira, Denise Sisterolli Diniz, Elizabeth Mendes, Gláucia Maria Cavasin, Maria Amélia Pereira, Nilza Guimarães, Adelair Helena dos Santos, Alexandre Vieira Santos Moraes, Eliane Terezinha Afonso e Solomar Martins Marques.

 

 

54º COBEM será em Brasília nos dias 12 a 15 deste mês
Em 10/10/2016 às 11:27

     

     Mais de uma quinzena de professores da Faculdade de Medicina da UFG – Regional Goiânia representa a Unidade no 54º Congresso Brasileiro de Educação Médica (COBEM), que se realiza em Brasília –DF no período de 12 a 15 de deste mês de outubro, na UniCEUB – Centro Universitário de Brasília. Também participam do 54º COBEM alunos do curso de graduação e do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde (MEPES), muitos deles com a apresentação de trabalhos.

           Entre os docentes da FM/UFG a participarem do evento, a diretora da Unidade, professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima e a professora Alessandra Vitorino Naghettini, esta coordenadora do MEPES e delegada da Faculdade no evento. O COBEM, realizado anualmente pela Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM), tem como tema este ano Ensinar e Aprender Medicina: Desafios do Presente, Expectativas do Futuro.

           Tradicionalmente o COBEM conta com a participação de todas as pessoas comprometidas com uma formação médica de qualidade, incluindo docentes dos cursos de medicina, estudantes de medicina, médicos residentes, pós-graduandos, pesquisadores e demais profissionais da rede de saúde, além de representantes de entidades médicas, diretores de hospitais de ensino e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS).

           Na programação do 54º COBEM estão oficinas, conferências, cursos, mesas-redondas, painéis, fóruns e apresentação de pôsteres. Entre os temas, O Posicionamento Humanístico do Estudante de Medicina e do Médico, Perspectivas do Mercado de Trabalho para os Novos Egressos dos Cursos de Medicina no Brasil e Desenvolvimento Docente (Educação Continuada e Plataformas de Telemedicina).

          E, ainda, Internato Médico e as Novas DENs, Residência Médica, Compromisso Social das Escolas Médicas (Integração Ensino – Serviço - Comunidade), Ensino Híbrido e Novas Tecnologias, Expansão das Escolas Médicas e Formação Holística do Médico. Segundo os organizadores, os temas deste ano visam estimular a reflexão e o debate, de forma a contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária, conforme reza a missão da ABEM.

         Além da diretora da FM, professora Fátima Lindoso e da delegada da Unidade no evento, professora Alessandra Neguettini, participam do 54º COBEM os docentes Maria Auxiliadora do Carmo Moreira, Ana Maria de Oliveira, Augusto Cesar Figueiredo, Cacilda Pedrosa Oliveira, Carlos Eduardo Assunção, Denise Milioli Ferreira, Denise Sisterolli Diniz, Elizabeth Mendes, Gláucia Maria Cavasin, Maria Amélia Pereira, Nilza Guimarães, Adelair Helena dos Santos, Alexandre Vieira Santos Moraes, Eliane Terezinha Afonso e Solomar Martins Marques.

 

Posse da Chefia do Depto. de Ginecologia realizada hoje
Em 03/10/2016 às 10:50

 

 

   Oficializou-se nesta data, 03 de outubro, a recondução e posse da chefia do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina – Regional Goiânia da UFG, em ato realizado no gabinete da Diretora da Unidade e sob sua presidência, professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima. Os professores Washington Luiz Ferreira Rios e Rosane Ribeiro Figueiredo Alves, respectivamente chefe e subchefe do Departamento de Ginecologia, foram eleitos para os cargos no dia 13 de agosto último.

           O professor Washington Luiz Ferreira Rios foi reconduzido ao cargo de chefe do Departamento para novo mandato de dois anos de duração, pois vinha de mandato anterior que expirou naquela data. Já a professora Rosane Ribeiro Figueiredo Alves foi eleita subchefe pela primeira vez, em substituição ao professor Dejan Rodrigues Nonato, que exerceu o cargo de subchefe do Departamento por dois mandatos consecutivos.

                A diretora da Faculdade, professora Fátima Lindoso, enalteceu o importante papel dos Departamentos na administração e gestão da Faculdade e salientou que o Departamento de Ginecologia e Obstetrícia tem sido dos mais atuantes. Citou alguns dos seus avanços, como o recente recebimento de prêmio na Câmara dos Deputados, em Brasília, além de convênios de atuação conjunta com as principais maternidades de Goiânia.

               A diretora lembrou ainda que o Serviço de Ginecologia, que deu lugar mais tarde ao Departamento, surgiu com a fundação da Faculdade de Medicina em 1960 e sempre exerceu importante papel. Sugeriu então que é preciso resgatar a memória do setor com a construção da sua história e salientou que a direção está sempre aberta a colaborar com todas as iniciativas da equipe da Ginecologia e Obstetrícia, para que seja cada vez mais atuante.

               Já o chefe do Departamento, professor Washington Ferreira Rios, salientou a feliz escolha da professora Rosane Figueiredo Alves para a subchefia, que, por sua vez, agradeceu e falou da honra que sentia por participar dessa gestão, garantindo que estará sempre atenta e disposta a colaborar para o melhor funcionamento do Departamento, especialmente durante seu mandato nos próximos dois anos.

             O Termo de Recondução e Posse da chefia e subchefia do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da FM, redigido e apresentado pela coordenadora administrativa da Faculdade, servidora Ana Paula de Sousa Alves, foi assinado em seguida pelos respectivos chefes e pela diretora da Unidade.

 

                       03/outubro/2016

Última Homenagem ao Dr. Humberto Botelho
Em 27/09/2016 às 09:32

Última homenagem ao Dr. Humberto Botelho

 

 

 

   A Direção da Faculdade de Medicina da UFG manifesta seu profundo pesar pelo falecimento do médico   Humberto Botelho, ocorrido recentemente. O Doutor Humberto Botelho, originário do Ministério da Saúde, atuou por sucessivos anos como docente de Semiologia no Departamento de Clínica Médica da FM/UFG, onde deixou sua marca de dedicação e incondicional apreço à docência e à medicina em geral.

       À família enlutada, a Direção e toda a comunidade acadêmica da Faculdade de Medicina da UFG apresentam as mais sinceras condolências, com a certeza de que tudo que o Doutor Humberto Botelho nesta Escola semeou, tanto de conhecimento científico como de ensinamento humanístico, irá germinar, crescer e frutificar na vida pessoal e profissional de cada um dos que com ele conviveram.

Internos da FM têm provas da OSCE/2016 dias 23 e 24
Em 22/09/2016 às 13:03

Os 104 alunos da Faculdade de Medicina da UFG que cursam o Internato (I-6/2016)   vão se submeter nesta sexta-feira e sábado, dias 23 e 24 de setembro, às provas da OSCE – Organized and Structured Clinical Examination. Trata-se de uma metodologia de avaliação de ensino-aprendizagem realizada anualmente e adotada pelo Programa de Reorientação dos Cursos de Medicina (Pró-Saúde), fruto de parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Serão duas provas, uma escrita e outra prática de simulação de atendimento clínico, esta feita com a participação de atores e também por meio de bonecos. A prova escrita, a ser realizada na sexta, 23, a partir das 8 horas na FM, consta de 100 questões objetivas do tipo múltipla escolha, cada uma com quatro alternativas e apenas uma correta. Já a prova de simulação de atendimento será realizada no dia seguinte, 24, nos Ambulatórios de Pediatria e de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da UFG, no período das 7:30h às 13 horas, com simulações de atendimento clínico através de atores e bonecos.

A OSCE objetiva avaliar o Curso de Medicina e ao mesmo tempo propicia uma auto-avaliação dos alunos, verificando se as metas do curso estão sendo atingidas, especialmente quanto às habilidades clínicas e relacionadas à enfermaria e ao ambulatório, para que possam ser corrigidas as possíveis falhas encontradas. As provas abrangem seis estações diferentes, que são as áreas de Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria e Puericultura, Ginecologia e Obstetrícia, Doenças Infecciosas e Parasitárias e Saúde Mental.

Segundo o Professor Alexandre de Moraes, que é coordenador do Internato, a avaliação do ensino-aprendizagem na Faculdade de Medicina da UFG no padrão OSCE acontece desde 2007, nos primeiros anos como atividade facultativa, mas desde 2009 tem caráter obrigatório. Ele explica que na prova de simulação os discentes são testados em algumas das habilidades imprescindíveis ao futuro médico. Entre elas, como fazer o interrogatório ao paciente, exames físicos, habilidades de interpelação de exames laboratoriais e de imagem, como criar diagnósticos e habilidades em comunicação.

 

 

22/setembro/2016

 

Internos da FM têm provas da OSCE/2016 dias 23 e 24
Em 22/09/2016 às 13:00

Os 104 alunos da Faculdade de Medicina da UFG que cursam o Internato (I-6/2016)   vão se submeter nesta sexta-feira e sábado, dias 23 e 24 de setembro, às provas da OSCE – Organized and Structured Clinical Examination. Trata-se de uma metodologia de avaliação de ensino-aprendizagem realizada anualmente e adotada pelo Programa de Reorientação dos Cursos de Medicina (Pró-Saúde), fruto de parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Serão duas provas, uma escrita e outra prática de simulação de atendimento clínico, esta feita com a participação de atores e também por meio de bonecos. A prova escrita, a ser realizada na sexta, 23, a partir das 8 horas na FM, consta de 100 questões objetivas do tipo múltipla escolha, cada uma com quatro alternativas e apenas uma correta. Já a prova de simulação de atendimento será realizada no dia seguinte, 24, nos Ambulatórios de Pediatria e de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da UFG, no período das 7:30h às 13 horas, com simulações de atendimento clínico através de atores e bonecos.

A OSCE objetiva avaliar o Curso de Medicina e ao mesmo tempo propicia uma auto-avaliação dos alunos, verificando se as metas do curso estão sendo atingidas, especialmente quanto às habilidades clínicas e relacionadas à enfermaria e ao ambulatório, para que possam ser corrigidas as possíveis falhas encontradas. As provas abrangem seis estações diferentes, que são as áreas de Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria e Puericultura, Ginecologia e Obstetrícia, Doenças Infecciosas e Parasitárias e Saúde Mental.

Segundo o Professor Alexandre de Moraes, que é coordenador do Internato, a avaliação do ensino-aprendizagem na Faculdade de Medicina da UFG no padrão OSCE acontece desde 2007, nos primeiros anos como atividade facultativa, mas desde 2009 tem caráter obrigatório. Ele explica que na prova de simulação os discentes são testados em algumas das habilidades imprescindíveis ao futuro médico. Entre elas, como fazer o interrogatório ao paciente, exames físicos, habilidades de interpelação de exames laboratoriais e de imagem, como criar diagnósticos e habilidades em comunicação.

 

 

22/setembro/2016

 

FM/UFG realiza Teste do Progresso /2016 este mês
Em 19/09/2016 às 10:53

Será no dia 28 deste mês de setembro o Teste de Progresso (TP) adotado anualmente pela Faculdade de Medicina da UFG para avaliar o desempenho cognitivo dos alunos do Curso. Trata-se de uma avaliação longitudinal aplicada na graduação que, além aferir o desempenho cognitivo dos estudantes, alcança outras dimensões do processo de ensino-aprendizagem na formação do médico, como habilidades psicomotoras e de atitudes.

Este ano o Teste da FM/UFG faz parte do 4º Teste do Progresso do Consórcio de Escolas de Medicina da Região Centro-Oeste e será realizado a partir das 14 horas do dia 28 no Centro de Aulas D, da Praça Universitária. Será aplicado a todos os estudantes regularmente matriculados na graduação, desde os calouros do 1º semestre até os internos do 12º semestre.  Segundo informação da Coordenação do Curso, a participação dos alunos, será pontuada para fins de prova da Residência Médica na UFG.

O Teste consta de uma única avaliação escrita, composta por 100 testes de múltipla escolha, com conteúdo abrangente ministrado por todas as disciplinas do Curso de Graduação em Medicina. Todas as questões serão contextualizadas com casos clínicos. A Comissão do Teste do Progresso 2016 está composta pelos professores Adelair (IPTSP), Ana Maria de Oliveira (coordenadora-IPTSP), Elisangela Lacerda (ICB) e Luciana Freir (Faculdade de Educação).

Segundo a professora Ana Maria, que é docente do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia (IPTSP) e que coordena o TP 2016, das conclusões retiradas da aplicação do TP pode-se avaliar o conteúdo e estrutura curricular da graduação e o desenvolvimento/crescimento acadêmico dos estudantes.

O teste dá ainda ao estudante a oportunidade de verificar a evolução de seu desempenho cognitivo nas diversas áreas do curso, servindo como instrumento de avaliação formativa e identificando problemas potenciais, o que possibilita correções para a melhoria contínua do estudante e do curso.

                   O TP 2016 da Regional Centro-Oeste é organizado por um consórcio de nove escolas médicas públicas e privadas do Centro-Oeste, quais sejam: Universidade de Brasília-UnB, Universidade Federal do Mato Grosso-UFMT, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul-UFMS, Universidade de Cuiabá-UNIC, Universidade de Dourados-UFD, Universidade Federal de Anhanguera-UNIDERP, Centro Universitário UNIEVANGÉLICA, Escola Superior de Saúde Pública-ESCS e Universidade Federal de Goiás-UFG, com apoio da Associação Brasileira de Educação Médica- ABEM.

 

Avaliação dos Resultados

 

A avaliação dos resultados permite que a Coordenação do Curso avalie, em associação com outras ferramentas, as áreas em que os estudantes estão apresentando dificuldades, na busca de correção e aprimoramento dos processos de ensino-aprendizagem de forma global e por áreas específicas. A análise dos resultados do Teste de Progresso permite ainda que sejam tomadas decisões e que se implementem ações na busca de melhorias contínuas tanto em nível do estudante, individualmente, como em nível do curso de graduação, de uma forma mais global.

Adicionalmente, o processamento e a análise dos resultados obtidos permitirá que a Coordenação do Curso construa curvas de desempenho cognitivo que auxiliarão na identificação das fragilidades e potencialidades dos estudantes nas diversas áreas de conhecimento e nas diferentes fases do curso. Estas informações, em adição a outras advindas de variadas ferramentas avaliativas, possibilitarão, em seu conjunto, aperfeiçoar as estratégias de ensino-aprendizagem e os métodos pedagógicos adotados.

 Além disso, o Programa de Residência Médica UFG tem considerado a participação em Testes de Progresso um critério de pontuação na análise do currículum vitae dos candidatos à admissão em programas de Residência Médica.

Quanto à divulgação dos resultados, os dados individuais do Teste de Progresso não serão divulgados de forma pública e cada estudante individualmente poderá, mediante a inserção de senha pessoal, ter acesso ao resultado do seu Teste de Progresso e da evolução de seus resultados (progresso) ao longo dos próximos anos.

 

                   20 setembro/2016

 

 

Sexta Turma do MEPES conta com 22 alunos
Em 15/09/2016 às 13:56

 A sexta turma do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde da UFG (MEPES), formada por 22 mestrandos, iniciou suas aulas no último dia 08 de setembro, devendo estender sua duração por um período de 30 meses, com término previsto para o final de 2018. Esses 22 alunos foram selecionados entre os 60 candidatos inscritos e receberão aulas especiais de uma equipe de docentes formada por 15 professores, nas instalações da Faculdade de Medicina da UFG.

O Programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde difere do acadêmico porque toma como objeto de pesquisa o ensino da medicina, visando a incorporação do método científico no cotidiano da prática em saúde. A coordenação do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde é da Professora Alessandra Vitorino Naghettini, que informa que a grade curricular desta pós-graduação consta de 10 disciplinas, algumas obrigatórias e outras eletivas.

Uma das principais características dessa nova modalidade de pós-graduação é formar o mestre com capacidade analítica, crítica e de transformação na sua prática de trabalho, que é o atendimento à saúde. Por isso seu público alvo são exclusivamente os graduados em cursos superiores da área de saúde e já em exercício na rede pública de saúde, tanto na esfera municipal, como na estadual ou federal.

O seminário de recebimento dos alunos da sexta turma do MEPES aconteceu no último dia 05 de setembro em solenidade realizada na Faculdade de Medicina da UFG às 08h30, com a presença da diretora da FM, professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima, da coordenadora Alessandra Naghettini e da vice coordenadora, professora Dione Marçal Lima.

À oportunidade, a professora Edna Silva Pereira proferiu palestra sobre o Mestrado Profissional em Ensino na Saúde. A organização do evento ficou por conta de Divina Fernandes da Silva Barbosa e Cristina Santana, ambas do quadro funcional do Hospital das Clínicas da UFG.

 

 

12/setembro/2016      

Professor Berivaldo Dias Ferreira, uma última despedida!
Em 12/09/2016 às 18:46

Uma última despedida

 Diante de uma partida inesperada, resta-nos recordar dos momentos felizes e produtivos de convivência junto ao nosso querido Professor Berivaldo Dias Ferreira.

 Professor Berivaldo é natural de Uruana, no interior goiano e por 10 anos fez parte do corpo docente do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFG, bem como do corpo clínico do Hospital das Clínicas da UFG, atuando na equipe de Cirurgia do Aparelho Digestivo, área de sua especialização e mestrado, realizado na Universidade de São Paulo.

     Em sua atuação docente sempre se destacou como um dos organizadores do Curso de Clínica e Cirurgia do Aparelho Digestivo promovido anualmente pelo Departamento de Cirurgia da FM, destinado à atualização de seu corpo  médico e aberto também à participação de outros profissionais.  Também se destacou como preceptor na Residência Médica do Hospital das Clínicas/ Faculdade de Medicina/UFG, bem como na Residência Médica do Hospital de Urgências de Goiânia.

      Deixará imensa saudade entre seus colegas e aqui destacamos o depoimento do Prof. Dr. Helio Ponciano, que foi chefe do Departamento de Cirurgia da FM/UFG na ocasião em que Prof. Berivaldo exercia a docência. Ele  nos relata a enorme parceria do Professor Berivaldo no Departamento tanto em relação a seus alunos quanto a seus  pacientes, sendo exemplo de conduta como  médico e professor, pautado essencialmente pela ética  e inigualável capacidade profissional, sempre disposto a colaborar com o ensino e a assistência, dedicando atenção especial, gerando sempre uma relação de confiança diferenciada. 

A direção da Faculdade de Medicina e toda a comunidade acadêmica  guardarão sempre na memória seu exemplo de dedicação à medicina e à docência.

 

XXVIII ECAM – Encontro Científico dos Acadêmicos de Medicina
Em 11/09/2016 às 20:17

   XXVIII ECAM e VII COGEM se realizam este mês

  

          O XXVIII ECAM – Encontro Científico dos Acadêmicos de Medicina, promovido anualmente pela Faculdade de Medicina da UFG em conjunto com o Centro Acadêmico XXI de Abril da unidade (CAXXIA),  será realizado neste mês de setembro, entre os dias  14 e 16, evento  que  acontecerá simultaneamente com o VII Congresso Goiano de Ética Médica – VII COGEM . Os encontros terão lugar  na sede do Conselho Regional de  Medicina (CREMEGO), à Avenida T 1 nº 245 – Setor Bueno.

            Para esta edição do  ECAM os organizadores do evento escolherem como tema central Desafios da Saúde Frente à Modernidade.  O presidente docente do XXVIII ECAM e VII COGEM é o Professor Doutor Marcelo Fouad Rabahi, do Departamento de Clínica Médica da FM, enquanto  a coordenação discente  fica por conta do acadêmico André de Castro Rocha, Turma 62 do Curso de Medicina, já que anualmente os organizadores discentes do evento são os alunos do terceiro ano.

             Seu objetivo é detalhar, aprofundar e colocar em prática as orientações recebidas pelos acadêmicos ao longo do curso, além de promover a sua integração com a classe médica e a comunidade, sempre incentivando o desenvolvimento científico. Segundo os organizadores, na programação dos eventos constam, além de palestras e mesas-redondas, apresentações de trabalhos (pôster ou oral),  oficinas e workshops.

            Tendo como foco o tema central, serão abordados, entre outros, os subtemas: Os Novos  Modelos de Gestão dos Hospitais Públicos; Perspectivas do Ingresso no Curso   de Medicina; Drogas na Universidade: O Que Fazer? Medicina Legal e as Novas Tecnologias; Transplantes – Cirurgia; Ressucitação Cardiopulmonar; Mitos e Verdades da Cirurgia Transexual; Cuidados Paliativos: Onde Estamos e Para Onde Vamos?

          E, ainda,  Panorama Atual da Infecção pelo ZicaVírus; Medicina do Sono; Medicina do Esporte; Manipulação de Embriões Humanos; Mitos e Verdades da Reforma Psiquiátrica; Medicina da Família e Medicina Baseada em Evidências. Este último será tema da Aula Magna prevista para o encerramento dos eventos.  Maiores informações podem ser obtidas  no endereço eletrônico  www.ecamcogem.com.br/ecamcogem2016.

 

                06/setembro/2016

 

MISSA DE 7º DIA Dr Berivaldo
Em 07/09/2016 às 10:56

A MISSA de 7º dia para Dr Professor Berivaldo Dias Ferreira será em Goiânia na Igreja ROSA MÍSTICA dia 12 às 19 h.

LOGO PARA LUTO
NOTA DE FALECIMENTO Dr Berivaldo
Em 06/09/2016 às 19:26

Nota de Falecimento

             Com muito pesar, a Diretoria da Faculdade de Medicina da UFG informa à comunidade acadêmica o falecimento do Professor Berivaldo Dias Ferreira, do Departamento de Cirurgia da FM. O Professor foi vítima de um infarto fulminante na tarde desta terça-feira, dia 06 de setembro, em Goiânia.

            À família enlutada a diretoria e toda a comunidade da Faculdade de Medicina apresentam os mais sinceros pêsames, com a certeza de que a lembrança do Professor Berivaldo ficará com cada um dos que com ele conviveram, levando adiante seu exemplo de dedicação à medicina e à docência.

Teste de Progresso/2016 será aplicado na FM em setembro
Em 01/09/2016 às 14:33

Teste de Progresso/2016 será aplicado na FM em setembro

 Está programado para este mês de setembro o Teste de Progresso adotado pela Faculdade de Medicina da UFG para avaliar o desempenho cognitivo dos alunos do Curso. Essa avaliação, além aferir o desempenho dos estudantes, alcança outras dimensões do processo de ensino-aprendizagem na formação do médico, como habilidades psicomotoras e de atitudes.

 Está programado para este mês de setembro o Teste de Progresso (TP) adotado pela Faculdade de Medicina da UFG para avaliar o desempenho cognitivo dos alunos do Curso. Trata-se de uma avaliação longitudinal aplicada na graduação que, além aferir o desempenho cognitivo dos estudantes, alcança outras dimensões do processo de ensino-aprendizagem na formação do médico, como habilidades psicomotoras e de atitudes.

Esse será o quinto ano de participação da FM/UFG no Teste, que será aplicado a todos os estudantes regularmente matriculados no Curso de Graduação em Medicina, desde os calouros do 1º semestre até os internos do 12º semestre.  Segundo informação da Coordenação do Curso, a participação dos alunos, será pontuada para fins de prova da Residência Médica na UFG.

O Teste consta de uma única avaliação escrita, composta por 100 testes de múltipla escolha, com conteúdo abrangente ministrado por todas as disciplinas do Curso de Graduação em Medicina. Todas as questões serão contextualizadas com casos clínicos. A Comissão do Teste do Progresso 2016 está composta pelos professores Adelair (IPTSP), Ana Maria de Oliveira (coordenadora-IPTSP), Elisangela Lacerda (ICB) e Luciana Freir (Faculdade de Educação).

Segundo a professora Ana Maria, que é docente do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia (IPTSP) e que coordena o TP 2016, das conclusões retiradas da aplicação do TP pode-se avaliar o conteúdo e estrutura curricular da graduação e o desenvolvimento/crescimento acadêmico dos estudantes.

O teste dá ainda ao estudante a oportunidade de verificar a evolução de seu desempenho cognitivo nas diversas áreas do curso, servindo como instrumento de avaliação formativa e identificando problemas potenciais, o que possibilita correções para a melhoria contínua do estudante e do curso.

                   O TP 2016 da Regional Centro-Oeste é organizado por um consórcio de nove escolas médicas públicas e privadas do Centro-Oeste, quais sejam: Universidade de Brasília-UnB, Universidade Federal do Mato Grosso-UFMT, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul-UFMS, Universidade de Cuiabá-UNIC, Universidade de Dourados-UFD, Universidade Federal de Anhanguera-UNIDERP, Centro Universitário UNIEVANGÉLICA, Escola Superior de Saúde Pública-ESCS e Universidade Federal de Goiás-UFG, com apoio da Associação Brasileira de Educação Médica- ABEM.

 

Avaliação dos Resultados

 

A avaliação dos resultados permite que a Coordenação do Curso avalie, em associação com outras ferramentas, as áreas em que os estudantes estão apresentando dificuldades, na busca de correção e aprimoramento dos processos de ensino-aprendizagem de forma global e por áreas específicas. A análise dos resultados do Teste de Progresso permite ainda que sejam tomadas decisões e que se implementem ações na busca de melhorias contínuas tanto em nível do estudante, individualmente, como em nível do curso de graduação, de uma forma mais global.

Adicionalmente, o processamento e a análise dos resultados obtidos permitirá que a Coordenação do Curso construa curvas de desempenho cognitivo que auxiliarão na identificação das fragilidades e potencialidades dos estudantes nas diversas áreas de conhecimento e nas diferentes fases do curso. Estas informações, em adição a outras advindas de variadas ferramentas avaliativas, possibilitarão, em seu conjunto, aperfeiçoar as estratégias de ensino-aprendizagem e os métodos pedagógicos adotados.

 Além disso, o Programa de Residência Médica UFG tem considerado a participação em Testes de Progresso um critério de pontuação na análise do currículum vitae dos candidatos à admissão em programas de Residência Médica.

Quanto à divulgação dos resultados, os dados individuais do Teste de Progresso não serão divulgados de forma pública e cada estudante individualmente poderá, mediante a inserção de senha pessoal, ter acesso ao resultado do seu Teste de Progresso e da evolução de seus resultados (progresso) ao longo dos próximos anos.

 

                   01 setembro/2016

 

Goiânia sedia o 60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia
Em 01/09/2016 às 14:30

Goiânia sedia o 60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia

          Goiânia sedia no período de 03 a 06 deste mês de setembro o 60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia, que se realizará no Centro de Convenções da cidade, localizado à Rua Quatro – Centro. Trata-se do maior evento científico de oftalmologia no país e esta 60ª edição será presidida pelos doutores Marcos Ávila, José Beniz e Francisco Lima, contando em sua programação com palestras de renovados profissionais nacionais e internacionais.

                           Está programada ainda, ao lado dos temas propostos relativos às principais enfermidades da área, a apresentação de temas livres e pôsteres, com destaque para as pesquisas científicas. No local haverá também uma ampla feira de produtos relacionados à oftalmologia, com a participação das principais empresas do segmento oftalmológico.

                       Também fazem parte da programação técnicas consagradas e novas técnicas sobre os temas propostos, assim como a divulgação de pesquisas, oferecendo aos profissionais da área intercâmbio e troca de experiências que visem seu aperfeiçoamento e atualização.

                       Quanto ao público alvo, o Congresso destina-se à participação de médicos oftalmologistas das diversas subespecialidades profissionais que atuam em clínicas oftalmológicas, estudantes, residentes, fellows e professores universitários da oftalmologia e áreas afins. As inscrições e maiores informações podem ser obtidas pelo site https://cbo2016.com.br

 

                 01/setembro/2016

Encontro de Ligas Acadêmicas será na cidade de Ceres
Em 25/08/2016 às 14:32

Encontro de Ligas Acadêmicas será na cidade de Ceres

 

               O Encontro das Ligas Acadêmicas (ELA) da Faculdade de Medicina da UFG deste ano de 2016 será realizado, pela primeira vez, no interior do Estado. Será na cidade de Ceres, na região do Vale do São Patrício neste final de semana, do dia 26 ao dia 28 e terá lugar na sede da Associação Médica daquela cidade. O Encontro das Ligas acontece anualmente no início do segundo semestre escolar, com o objetivo de proporcionar aos acadêmicos de Medicina uma interação maior com a comunidade, que na oportunidade recebe atendimento ambulatorial gratuito.

               Sob o comando do Professor Frederico Barra de Moraes, vice-coordenador de Extensão da FM, o ELA será realizado em conjunto com a Jornada de Ceres e contará com a participação de cerca de 250 alunos do Curso de Medicina do primeiro ao quarto ano do Curso, com a previsão de atendimento ambulatorial a cinco mil pessoas da comunidade de Ceres. Esse atendimento será feito por meio das Ligas Acadêmicas - 25 Ligas ao todo -   que irão oferecer serviços de prevenção a doenças e de assistência à saúde.

                   Entre esses serviços, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e informações sobre diabetes, orientações quanto a hábitos e mudanças alimentares, orientação e identificação de transtornos oculares, avaliação de postura e marcha, ultrassonografia obstétrica e saúde da mulher, exame preventivo de câncer de mama, teste rápido para identificação de Hepatite B, verificação de peso, estatura e circunferência abdominal e AVC – sinais de alerta, prevenção e primeiros socorros, além de outros serviços.

             No local de realização do Encontro das Ligas, cada Liga Acadêmica terá um estande instalado para atendimento da população e oferecimento dos serviços específicos em cada área. Haverá também oficinas e painéis, mini cursos e palestras visando a educação continuada, sempre voltada para a promoção da saúde da comunidade. Com essas ações pretende-se ainda possibilitar a construção de estratégias de promoção da saúde com um olhar mais focado na medicina preventiva.

 

       23/agosto/2016.

 

MISSA DE SÉTIMO DIA
Em 18/08/2016 às 13:42

Convite

 Será celebrada nesta sexta-feira, dia 19 de agosto de 2016, a Missa de Sétimo Dia pela alma da mãe da Professora Maria Amélia Dias Pereira, que é docente lotada no Departamento de Saúde Mental e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da UFG.

A celebração será às 19 horas na Igreja São José, na Praça do Cruzeiro– Setor Sul, em Goiânia. Toda a comunidade acadêmica da Faculdade de Medicina está convidada a participar desse ato de fé e de solidariedade.

                              18/agosto/2016

Código de Ética Médica - Mudanças em favor da medicina e da sociedade
Em 23/07/2016 às 16:49
O Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), com a participação de médicos e suas entidades e de movimentos organizados da sociedade, iniciaram no primeiro semestre de 2016, o processo de revisão do atual Código de Ética Médica, em vigor desde 13 de abril de 2010.

Assim, o Código de Ética Médica vigente, que trouxe importantes inovações como a previsão de cuidados paliativos, o reforço à autonomia do paciente e a abordagem de regras para reprodução assistida passará por profunda análise com o objetivo principal de aperfeiçoá-lo em função dos mais recentes avanços técnico-científicos ocorridos no âmbito das relações humanas, profissionais e sociais.

Dentro desse processo, esta plataforma é um espaço destinado à classe médica e aos devidos interessados para acompanhamento passo a passo dos trabalhos em curso, bem como apresentação dos responsáveis pelo seu andamento e acolhimento de contribuições que visem a defesa dos princípios éticos e bioéticos das práticas médicas e seu aperfeiçoamento.

Visite-nos, acompanhe as atividades previstas e ofereça sua contribuição.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

Ato Médico
Em 23/07/2016 às 16:30
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nota nesta quarta-feira (20) na qual esclarece posição sobre enquete pública a respeito do Projeto de Lei do Senado 350/2014, propõe alteração da Lei do Ato Médico. No texto, a autarquia informa não ser oportuno colocar em pauta legislativa qualquer revisão ou mudança na Lei 12.842/2013.Segundo o documento, a Lei do Ato Médico que está em vigor desde 2013, “reserva exclusivamente ao médico o diagnóstico e o tratamento das doenças. Portanto, é suficiente aos mais legítimos anseios da classe médica e da sociedade”.